top of page

Saúde apresentou hoje cadernetas dos Idosos, Gestantes e Crianças

Acesse a matéria na íntegra aqui!


A Secretaria de Saúde do Estado do Paraná apresentou sexta-feira (22) de setembro, Cadernetas dos Idosos, Gestantes e Crianças, o evento foi realizado em Maringá e Londrina, contemplando as regiões Noroeste e Norte do Estado.


Foto: Danilo Avanci/SESA-PR


Os documentos, lançados na semana passada, serão utilizados para o registro de informações, acompanhamento e desenvolvimento da saúde, contando com dados atualizados para ajudar no diagnóstico de condições de saúde, especialmente das crianças. Para as pessoas que usam o Sistema Unico de Saúde (SUS), essas cadernetas serão de suma importância.


Entre as principais novidades da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa está o Índice de Vulnerabilidade Clínico Funcional (IVCF-20), que é um compilado de informações sobre o paciente que possibilita avaliação detalhada para identificação do idoso frágil, além de facilitar o entendimento entre as pessoas com mais de 60 anos e os cuidadores, familiares ou diferentes profissionais da rede.


Já a nova versão da Caderneta da Criança conta com a escala M-CHAT-R/F, instrumento que auxilia na identificação de sinais de risco para Transtorno do Espectro Autista (TEA) entre crianças de 16 a 30 meses. E a Caderneta da Gestante apresenta diferenciais ligados à construção do plano de parto e valoriza a saúde da mulher.


Os encontros de apresentação contaram com a presença de gestores e profissionais de saúde dos municípios, diretores e técnicos das regionais e representantes dos Consórcios Intermunicipais de Saúde.


“Temos fortalecido o acompanhamento em saúde durante todas as fases da vida dos paranaenses e essa iniciativa reforça ainda mais este processo. No fim do ano, uma versão por aplicativo da caderneta também deverá ser lançada, modernizando essa estratégia”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, que participou do evento em Maringá.


“O governo Ratinho Junior é responsável pelo maior investimento da história do Sistema Único de Saúde do Paraná na Atenção Primária. A caderneta representa um cuidado mais próximo e de maior avaliação, o que é fundamental para detectar alterações na qualidade da saúde das pessoas, uma estratégia acertada para aprofundar essa rede de cuidado”, completou o secretário.

9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page